Coeficientes científicos

A grande moeda do mercado científico hoje é a publicação.

Como regra geral, cada excesso cria uma nova escassez. Com o número de publicações crescendo exponencialmente, logo não será mais um bom critério de avaliação de pesquisadores. A escassez não será mais a publicação e sim a qualidade.

Se formos comparar duas pessoas, uma com 10 publicações e outra com uma, não há muito que discutir. No caso de comparar uma com 100 e outra com 50, as duas têm muitas publicações. Apesar da diferença, caso o pesquisador com 50 tenha dois Prêmios Nobel, quem seria o mais importante para a comunidade científica?

 

Então quais são os melhores coeficientes científicos para avaliar um pesquisador, um artigo e uma revista?

 

Os índices mais usados são dois: o fator de impacto o índice h.

O fator de impacto é o número de citações que as revistas têm, em proporção com o número de artigos publicados. Ou seja, é a expressão da importância que outros pesquisadores dão aos artigos publicados no periódico analisado. Este índice não computa citação de livros ou teses.

Ele é calculado pelo número de citações totais do periódico de um determinado ano, dividido pelo número de artigos publicados nos dois anos anteriores. Só são avaliadas citações de revistas indexadas pelo ISI – Web of Science.

Ele pode ser acompanhado pelo JCR (Journal Citation Reports), que nos dá uma noção da importância média dos artigos publicados em periódicos indexados . Normalmente, o pesquisador e o artigo são avaliados pelo total de citações com o seu nome.

 

Obs: para acessar os portais que dão esta informação é preciso estar em uma biblioteca de universidade federal ou assinante. Ou ainda é possível por um acesso remoto para quem tem vínculo universitário. (quero saber como faço o acesso remoto)

 

Como achar o fator de impacto das revistas:

 

Link para JCR (Journal Citation Reports)

 

Um índice que está na moda atualmente é o índice h. Esse índice relaciona o número de publicações com o número de citações e cria um número que só tem tendência a subir se a qualidade das publicações forem subindo também. Este índice pode ser calculado para revistas e pesquisadores, porém é mais comumente usado para avaliar pesquisadores.

 

Abaixo, veja como se calcula:

 

Neste exemplo, o índice h é 4, pois o número do artigo, em ordem de citação, não pode superar o seu próprio número de citações.

 

Veja aonde achar o índice h e o número de citações dos pesquisadores:

 

Obs: para acessar os portais que dão esta informação é preciso estar em uma biblioteca de universidade federal ou assinante. Ou ainda é possível por um acesso remoto para quem tem vínculo universitário. (quero saber como faço o acesso remoto)

 

Índice h e número de citações – Scopus:

 

Link para Scopus

 

Em suma, uma máquina de publicar trabalhos de qualidade média e baixa pode fazer diferença no currículo hoje, mas logo não fará mais. Isso ocorrerá mais rápido do que muitos imaginam ou gostariam.

 

Ver também: Fator de Impacto e Índice h

Anúncios

Sobre Edmar Stieven Filho

Médico Ortopedista - Professor de Ortopedia da UFPR - Coordenador da Pós-graduação de Artroscopia e Traumatologia do Esporte da UFPR
Esse post foi publicado em Coeficientes Científicos, Metodologia Científica e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Coeficientes científicos

  1. Pingback: Super Dicas – ABNT « Metodologia Científica e Tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s